quinta-feira, 24 de Maio de 2012

Perna de perú com tomate seco e batatinhas no forno

Há anos que não comprava perna de perú. Um dia destes lembrei-me de comprar mas não sabia bem como havia de a fazer. Entretanto lembrei-me de uma embalagem de tomate seco que tinha na despensa e que achei que devia ficar bem aqui. Ervinha daqui, tempero d'acolá, saiu uma bela refeição!!


Ingredientes:
1 perna de perú
4 ou 5 dentes de alho
tomate seco
tomilho fresco
1 folha de louro
sal e pimenta
colorau
1 malagueta
vinho branco
azeite

Preparação:
Arranja-se a perna de perú retirando-lhe algumas gorduras excessivas e dá-se uns golpes.
No almofariz, prepara-se uma pasta com os dentes de alho picados, o sal, a pimenta, a malagueta, um bocadinho de colorau e o azeite.
Coloca-se a carne num tabuleiro e barra-se com a pasta preparada. Por cima, esfarela-se o tomilho fresco, as folhas de louro e o tomate seco. Rega-se com vinho branco e com um fio de azeite e deixa-se neste tempero durante, pelo menos 2 horas.
Depois vai ao forno a assar durante cerca de 1h30m, regando de vez em quando e se começar a ficar sem molho, vai-se acrescentando um pouco de vinho ou mesmo um pouco de água.

As batatas no forno já tenho dito como faço mas vou repetir:
Previamente dou-lhes uma fervura durante cerca de 10 minutos, em água aromatizada com sal, 1 alho esmagado e 1 folha de louro.
Depois, só as junto ao assado a cerca de 30 minutos de terminar.




terça-feira, 22 de Maio de 2012

Batatinhas à Humberto

Sinceramente não me lembro bem se a receita original é esta, mas sempre que faço uma coisa deste género chamamos-lhe batatinhas à Humberto, porque me lembra um prato que o meu vizinho do lado - o Humberto - faz.

É uma refeição prática e saborosa que serve para aproveitar batatinhas cozidas.


Ingredientes:
Batatas cozidas partidas em cubinhos
Tirinhas de bacon (ou fiambre, ou salsichas, ou restos de frango, etc)
4 ovos
3 dentes de alho
azeite
salsa (eu uso coentros)

Preparação:
Numa frigideira deita-se o azeite e alouram-se os alhos.
Junta-se o bacon (ou as outras carnes) e frita ligeiramente.
Acrescenta-se as batatas e envolve-se fritando um pouco.
Batem-se os ovos e envolve-se com o preparado anterior até os ovos fritarem.
Entretanto juntam-se os coentros (ou a salsa) e serve-se com uma saladinha.

segunda-feira, 21 de Maio de 2012

Frango do campo no forno com pasta de caril vermelho

Numa das minha idas ao Martim Moniz comprei uma pasta de caril vermelho que é simplesmente deliciosa. Utilizo-a em imensos pratos mas nunca tinha utilizados em assados. Desta vez resolvi experimentar e ainda bem que o fiz.

A pasta de caril vermelho não tem nada a ver com a pasta de caril amarela que habitualmente conhecemos. É usada essencialmente na cozinha tailandeza e tem esta cor porque a sua base são malaguetas, o que a torna mais picante do que as outras.

Esta receita não tem nada a ver com a forma tradicional como ela é usada nas receitas (com o leite de côco, etc), mas eu acho que ela fica bem de qualquer maneira e uso-a bastante em substituição do colorau, que eu não aprecio muito.

Se gostam de picante, experimentem que não se vão arrepender!!!


Ingredientes:
1 frango do campo
3 dentes de alho
2 colheres de sopa de pasta de caril vermelho
1 colher de chá de coentros em grão
1 colher de chá de mostarda em grão
um pouco de alecrim fresco
sal
azeite
vinho branco

Preparação:
Num almofariz pisam-se os alhos com o sal, os coentros em grão, a mostarda em grão e o alecrim fresco. Junta-se depois a pasta de caril vermelho e um fiozinho de azerite e mistura-se bem.
Com a pasta preparada barra-se o frango por dentro e por fora, rega-se com um bocadinho de vinho branco e mais um fiozinho de azeite e deixa-se repousar durante uma hora para os sabores se misturarem com a carne.
Depois leva-se a assar durante cerca de 1h30m, regando de vez em quando. Se necessário, por ter falta de molho, vai-se acrescentando um pouco de vinho ou mesmo um pouco de água.

As batatas apenas junto ao frango a cerca de 30 minutos de terminar, sendo que, previamente dou-lhes uma fervura durante cerca de 10 minutos, em água aromatizada com  sal, 1 alho esmagado e 1 folha de louro.

sábado, 19 de Maio de 2012

Saladinha colorida com hortelã

E como o Verão nos voltou a abandonar deixo-vos com o meu almoço de ontem.

Fiz esta saladinha para aproveitar arroz cozido e aproveitar a resteazinha de calor que ainda havia... soube bastante bem.

É daquelas que basta ir à despensa e abrir latinhas mas o toque da hortelã fez toda a diferença!!!


Ingredientes:
Arroz branco
1 lata de atum
6 ou 7 palitos de delicias do mar em cubinhos
1 lata de milho
Tomatinhos cherry partidos ao meio
1 cebola pequena picadinha
Folhas de hortelã picadinhas
Azeite
Vinagre

Preparação:
Misturar todos os ingredientes numa saladeira e temperar com azeite e vinagre.

Nota: No meu caso utilizei apenas azeite para temperar porque não sou grande apreciadora de vinagre. Gosto, no entanto, de temperar este tipo de saladas com vinagre de framboesa, mas desta vez não tinha.

sexta-feira, 18 de Maio de 2012

Guacamole

Não gosto de pera abacate, por isso andava há algum tempo a adiar esta entrada.

Só posso dizer: que estúpida!!!! Adorei Guacamole!!!




De uma misturada de várias receitas saiu isto:

Ingredientes:
2 abacates (madurinhos)
1 cebola
1 dente de alho
1/2 embalagem de tomate cherry
Sumo de 1/2 limão (no meu caso usei lima)
pimenta, sal e tabasco a gosto
1 fio de azeite

Preparação:
Colocar no copo 1 tomate, misturar 15 segundos / Velocidade 5.Juntar a polpa dos abacates e restantes ingredientes e programar 20 segundos/ Velocidade 4.É para ficar pedaços, não totalmente reduzido a puré
Coloca-se na Bimby a cebola e o alho. Mistura-se 5 segundos, vel.5.
Depois adiciona-se o abacate em pedaços, o sumo de lima, o sal, a pimenta, o tabasco e um fio de azeite. Mistura-se novamente por 10 segundos na vel.5. Pode misturar-se por mais ou menos segundos, consoante se prefira mais  ou menos cremoso.
Cortam-se os tomatinhos em pedacinhos pequeninos e misturam-se envolvendo no creme de abacate.

E pronto... É só servir com tortilhas de milho ou tostinhas.

Notas:
1 - Ficaram a faltar os coentros porque me tinha esquecido de comprar, mas para a próxima vou pôr.
2 - Quem não tem Bimby, claro que pode usra um processador qualquer que tenha.
3 - Aliás, em conversa com uma colega, conclui que também se pode fazer com todos os ingredientes picadinhos em pedacinhos pequeninos. Segundo ela dá mais trabalho mas fica muitissimo bom.

quarta-feira, 16 de Maio de 2012

Risotto em caldo de hortelã

Sempre que faço risotto digo que gostava que o meu risotto fosse criticado pelo chefe Gordon Ramsey. É que nos programas dele o risotto é daqueles pratos que ele teima em deitar para o caixote do lixo. Nós cá em casa, achamos que os meus ficam sempre deliciosos. Será que ele acharia o mesmo, eheheh?


Ingredientes:
150g de arroz para risotto
2 tiras com aprox 0,5 cm de bacon cortado em tirinhas
1 fatia de fiambre com aprox 0,5 cm cortado em cubinhos
1 latinha de cogumelos
1 cebola
2 dentes de alho
1 colher de manteiga
azeite
caldo de galinha aromatizado com hortelã
1 copo pequeno de vinho branco
Queijo parmesão ralado
Sal, pimenta e tabasco a gosto

Preparação:

Caldo de galinha:
Aproveitando as partes menos carnudas do frango (asas, etc), cozem-se as ditas em água que aromatizei com um molho de hortelã, 1 dente de alho e 1 cebola.

Risotto
Num tacho coloca-se 1 fio de azeite, a cebola e os dentes de alho picados e deixa-se refogar até a cebola estar translúcida. Junta-se o bacon e o fiambre e deixa-se alourar um pouco. Depois juntam-se os cogumelos e deixa-se estufar mais um pouquinho.
Nessa altura junta-se o arroz e frita-se em lume alto durante 2 ou 3 minutos, mexendo sempre e tendo o cuidado para não deixar queimar.
Depois baixa-se o lume e refresca-se com o vinho branco, e continua a mexer-se, até o líquido ter evaporado. Tempera-se com sal, pimenta e um pouco de tabasco (este último é opcional)
Entretanto começa a adicionar-se o caldo, em  pequenas porções de cada vez. Vai-se mexendo e deixando evaporar entre cada adição de caldo.
O arroz demorará entre 15 a 20 minutos até estar cozinhado.
Na última adição de água junta-se hortelã bem picadinha.
Depois adiciona-se uma colher de margarina e envolve-se.
Por último adiciona-se o queijo parmesão ralado
O risotto deverá ficar com algum caldo, sem estar empapado.
Serve-se de imediato.

segunda-feira, 14 de Maio de 2012

Mais um aniversário

No sábado fiz 47 anos, e embora eu seja uma daquelas pessoas que acham que a idade está apenas na nossa cabeça, passei o dia a dizer: Só faltam 3. Assim é que eu vejo que não ando numa das minhas melhores fases.

É verdade que há algumas coisas na minha vida a contribuir para eu me sentir em baixo, e algumas complicadas, mas a pior de todas sou eu. Sim, porque sou eu que me estou a permitir ir a baixo.

Mas eu vou ultrapassar isto... ai vou , vou!!!!

Então eu, que ando sempre a dizer  que aos 40 conquistei a capacidade de dar importância ao que é mesmo importante, ando para aqui a carpir as mágoas e a perder tempo, quando algumas coisas não merecem que eu perca tempo com elas.

Está na hora de apreciar as pequenas coisas, os pequenos gestos, a família e os amigos... afinal não tem sido este o meu lema de vida nos últimos tempos?

 Por isso não posso continuar com esta neura... eu não sou assim!!!! Eu preciso de sorrir... sorrir muito!!!! E para isso basta lembrar-me de algumas coisas que me fazem feliz.

No meu aniversário fiquei feliz:

- Por ter passado o dia com a minha mãe, os meus filhos e o meu marido;
- Por ter tido um belo jantarinho em família;
- Por ter saído de casa para comer um gelado com amigos;
- Por se terem lembrado que o perfume Escada de Verão é um presente obrigatório no meu aniversário e andava esquecido há 2 anos;
- Pelo maravilhoso ramo de rosas do quintal da minha vizinha, que ilustra este post.
- Pelo livro "Aquilo em que eu acredito" da Helena Sacadura Cabral. Quem mo ofereceu sabe que adoro esta mulher extraordinária, cujas palavras me animam sempre;
- Por dia 3 de Junho poder estar no Parque da Bela Vista a assistir a um concerto que, penso, vai ser fantástico... Bruce Springsteen me aguarde;
- E pelas receitinhas de um livro com receitas de bolos doces e salgados que em breve vão andar por aqui.

Felizmente que temos amigos e família... o resto são peanuts.

sexta-feira, 11 de Maio de 2012

Salmão grelhado

Quem vive em apartamentos como eu, sabe que o peixe grelhado não é nada que nos dê grande prazer... É que o sabor é excelente mas o cheiro que fica na casa é horrível.

Um dia destes em conversa com uma colega de trabalho aprendi esta forma de grelhar o peixe que quase não deixa cheiro... embrulhado na prata.


Então faz-se assim:

Numa folha de alumínio coloca-se a posta de peixe. Tempera-se com sal e sumo de limão. Querendo, e eu quis, tempera-se também com ervas (usei coentros e aipo), um dentinho de alho picado.

Embrulha-se o peixe.

Entretanto, coloca-se a placa de grelhar ao lume e quando estiver quente, coloca-se o peixe. Deixa-se cozinhar cerca de 4 minutos de um lado, vira-se e volta a cozinhar mais 4 minutos do outro.

Está pronto a servir!!!

No meu caso acompanhei com batatinha cozida e salada.




Fica muito bom e quase não tenho cheiro a peixe grelhado na cozinha

quinta-feira, 10 de Maio de 2012

Um regresso em vermelho - Bolo Red Velvet

Tenho andado meio ausente, mas por nada em especial... Não me tem apetecido e pronto!!!!

O Março foi um mês terrível no meu trabalho e por isso fui deixando algumas coisas para trás, porque andava muito cansada e sem tempo!!! Em Abril andei um bocado em baixo com umas dores de cabeça terríveis. Depois fiquei neura... enfim, chateia-me andar assim, mas são fases e sei que um dia destes isto passa!!!

Mas, de resto, está tudo bem, se se pode dizer que estamos bem, num país à beira de um ataque de nervos, mas isso são outras guerras que não quero trazer para aqui agora!!!!

Por outro lado, embora continue a cozinhar, não tenho feito nada muito original e que eu considere muito apelativo aqui para o blog, por isso não tenho vindo.

Esta semana não sei se foi por saber que o sol vem aí, tenho andado um pouco mais animada e a cozinha voltou a funcionar, mas tenho-me esquecido das fotos... Mas como são receitas a repetir prometo voltar a fazê-las em breve.

E depois destas explicações não queria voltar com qualquer coisita... Tinha de regressar em bom, por isso aqui estou eu com o bolo de anos que fiz para o meu filho (já há um mês, ele fez anos no domingo de Páscoa).

Este era um bolo que já andava para fazer há imenso tempo e que merece mesmo ficar aqui!!! Foi um sucesso. Ele levou um bocado para os colegas da faculdade que se deliciaram e as meninas até querem a receita. Por isso, aqui está ela Raquel, e prometo que vos faço um para comemorarem o final do vosso curso no próximo mês. 




A receita foi retirada da revista Momentos de Partilha da Bimby, mas acrescentei os morangos e ficou muito bem.



Ingredientes:
Para o bolo:

240gr de leite
1 colher de sopa de sumo de limão
manteiga q.b para untar
250gr de farinha, tipo 55
meia colher de chá de sal
2 colheres de sopa de cacau em pó
110gr de manteiga á temperatura ambiente
300gr de açúcar
2 ovos grandes
1 colher de chá de essência de baunilha
2 colheres de sopa de corante alimentar vermelho (líquido)
1 colher de chá de vinagre de vinho branco
1 colher de chá de bicarbonato de sódio

Para o recheio e cobertura:

110gr de açúcar
400gr de natas bem frias, com 35% de gordura
200gr de queijo creme (tipo Philadelphia)
250gr de queijo mascarpone
1 colher de chá de essência de baunilha
morangos

Preparação:
Bolo:

Colocar uma taça em cima da bimby e pesar o leite. Adicionar o sumo de limão e deixar repousar 10 minutos.
Pré-aquecer o forno a 180º e untar 2 formas redondas de aproximadamente 23cm cada (as minhas eram ligeiramente maiores, por isso os bolos ficaram mais baixos... decidi fazer duas fornadas).
Colocar no copo a farinha, o sal e o cacau e programar 10seg., velocidade 4. Retirar e reservar.
Colocar no copo a manetiga e programar 2min., velocidade 4.
Colocar a borboleta e o açúcar e programar 2min., velocidade 4. Com a ajuda da espátula, baixar o que ficou na parede do copo.
De seguida programar 1min., velocidade 3 e deitar pelo bocal da tampa um ovo de cada vez.
Adicionar a essência de baunilha e programar 5seg., velocidade 3.
Adicionar o corante ao leite reservado. Programar 2min., velocidade 3 e deitar pelo bocal da tampa esta mistura e a mistura da farinha alternadamente.
Num recipiente colocar o vinagre e o bicarnonato de sódio e assim que efervescer deitar no copo e programar 10seg., velocidade 3.
Dividir a massa pelas duas formas, alisar a superficie com a ajuda da espátula e colocar no forno, cerca de 30min.
Deixar arrefecer as formas cerca de 10min. Desenformar e deixar arrefecer por completo.

Recheio e cobertura:
Para a cobertura, colocar no copo limpo e seco o açúcar e pulverizar 15seg., velocidade 9.
Colocar a borboleta e as natas e programar 2min., velocidade 3 e meio. Retirar e Reservar.
Colocar no copo o queijo creme e o mascarpone e programar 1min., velocidade 4.
Adicionar a essência de baunilha e programar 30seg., velocidade 4.
Retirar e envolver com a ajuda da espátula nas natas batidas.

Montagem:
Barrar com o recheio preparado a parte de cima de um dos bolos, colocar os morangos cortados ás fatias, colocar o outro por cima até acabarem todas as camadas.

Com o restante creme barra-se o exterior do bolo de forma a cobrir toda a superfície e dos lados.


Já ía uma fatiazinha!!!!!!